Clubean

As Filhas da Mãe

Em 1983 nascia um grande sucesso de Ronaldo Ciambroni, “AS FILHAS DA MÃE”, com sua estreia na cidade de Bauru, interior de São Paulo em uma quadra de futebol, comemorando mais 35 anos em cartaz. Foram diversos atores, atrizes, técnicos, camareiras, Teatros, Clubes, espaços alternativos, cidades e estados.

Apóstolo Arnaldo – Sessão de descarrego

Após mais de 100 apresentações por todo o Brasil de sua paródia de um culto evangélico, assistido por mais de 15.000 pessoas, o icônico personagem Apóstolo Arnaldo chega com um novo show!

Tirullipa em se você não for, só você não vai

Quando pensamos que já vimos de tudo em shows de humor, não sabemos de nada. Tirullipa inova mais uma vez com algo grandioso e engraçado. O espetáculo pensado em todas as formas de humor existentes, foi construído com tudo que o nordestino tem de melhor e mais engraçado, sua história.

Paulo Vieira em Juntei Tudo pra te contar

O primeiro teste que Paulo Vieira faz sozinho no palco, é um aglomerado dos seus melhores textos de stand up. A infância no interior, a vida de ator amador, a família, os amigos… tudo está no palco com ele, quem o assiste tem a impressão de conhecê-lo tão bem quanto o amigo mais íntimo, Paulo não tem medo de se expor, seja falando das confusões da sua família ou das suas observações mais íntimas.

Mansao das POCS

Juntos, em busca de um sonho, 5 influencers decidem morar juntos e assim nasceu a Mansão das Pocs. O espetáculo retrata situações do cotidiano da vida de digitais influencers, da convivência e como lidam com situações da vida pessoal, aprendendo a separar a vida digital da realidade.

Godspell – A Cidade do Amor

O musical conta a história de um amor que transcende séculos através de um jogo teatral, mesclando comédia e poesia e se desenrolando de forma divertida e simbólica, onde um grupo de pessoas avessas e incrédulas, arquétipos da sociedade pós-moderna e que podem ser encontradas em qualquer grande metrópole. Tem seus caminhos cruzados por Jesus, encontro este que desperta novas esperanças em cada um, mostrando a eles diferentes formas de enxergar e viver a vida. Com os ensinamentos em forma de parábolas, o grupo, até então desprovido de amor, passa a construir uma comunidade, deixando de lado ações do dia-a-dia, e cultivando assim os bons sentimentos como a amizade, o amor, a generosidade, a ética e o respeito ao próximo.

Velório Para Morrer de Rir

Sendo os únicos presentes nos “próprios velórios”, dois defuntos, um advogado e um malandro, tornam-se “amigos” enquanto aguardam a liberação para a entrada - no “céu ou no inferno” - e aproveitam o curto tempo que lhes resta no mundo dos vivos para “esticar as pernas” e reviver com muito humor, inclusive “com a participação da plateia”, as “armações” (picaretagens) e tragédias das suas vidas… e não foram poucas!!